Buscar meu imóvel

  • Qual Tipo de Negócio ?
  • Venda
  • Locação
  • Selecione uma cidade
  • AGUAS DE LINDOIA
  • AMPARO
  • BERTIOGA
  • CAMPINAS
  • DIADEMA
  • ITANHAEM
  • ITATIBA
  • JAGUARIUNA
  • MONGAGUA
  • MONTE ALEGRE DO SUL
  • SAO PAULO
  • SERRA NEGRA
  • SOCORRO
  • TUIUTI
  • Qual o Tipo de Imóvel ?
  • Apartamento/Flat
  • Barracão/Galpão/Armazém
  • Casa
  • Chácara
  • Escritório/Salão/Sala Comercial
  • Fazenda/Haras/Sítio
  • Kitnet
  • Loja/Ponto Comercial
  • Terreno
  • Quartos
  • Indiferente
  • 0 a 2
  • 2 a 3
  • 3 a 4
  • 4 a 5
  • 5 ou mais


Central de Atendimento

(19) 3807-3554

| (19) 3808-3620

| (19) 99175-1737

Últimos Cadastrados


Locação:$900.00

Casa
2 Quarto(s)
JARDIM SILMARA
AMPARO-SP

Casa
3 Quarto(s)
| 1 Suíte(s)
JARDIM DAS ORQUIDEAS
AMPARO-SP

$600,000.00

Casa
5 Quarto(s)
| 1 Suíte(s)
JARDIM ITALIA
AMPARO-SP


Locação:$900.00

Casa
2 Quarto(s)
JARDIM SILVESTRE I
AMPARO-SP


Locação:$3,000.00

Barracão
JARDIM ADELIA
AMPARO-SP


Locação:$1,000.00

Casa
2 Quarto(s)
| 1 Suíte(s)
JARDIM BANDEIRANTES (ARCADAS)
AMPARO-SP

Notícias

Senado aprova mudança nas regras sobre indenizações pagas por empresas acusadas de cartel
Lei em vigor define que indenização será paga, mas não estipula valor; projeto prevê que quantia será correspondente ao dobro do prejuízo causado ao consumidor. Texto segue para a Câmara. A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou nesta terça-feira (11) uma mudança nas regras sobre indenizações pagas por empresas acusadas de cartel. A prática de cartel consiste em duas ou mais empresas do mesmo setor atuarem para controlar o mercado e combinar preços dos produtos. Pela lei em vigor, as empresas acusadas de cartel têm de indenizar os consumidores, mas o valor não está definido. Pelo projeto aprovado pelo Senado, a quantia será correspondente ao dobro do prejuízo causado ao consumidor. Como a proposta tem caráter terminativo, seguirá direto para análise da Câmara dos Deputados, a menos que algum senador apresente recurso para o plenário do Senado votar o texto. Exceção Pelo projeto aprovado nesta terça-feira, a regra sobre as indenizações não valerá para empresas que assinem acordos de leniência ou o Termo de Compromisso de Cessação (TCC). A leniência é uma espécie de delação premiada das empresas, na qual a companhia reconhece atividades ilegais, colabora com as investigações e, em troca, pode assinar contratos com o poder público. No caso do TCC, o termo é assinado com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão responsável por assegurar a livre concorrência. "Os signatários do acordo de leniência e do termo de compromisso de cessação de prática são responsáveis apenas pelo dano que causaram aos prejudicados, não incidindo sobre eles responsabilidade solidária pelos danos causados pelos demais autores da infração à ordem econômica", diz o texto aprovado. A lei em vigor estabelece multa de até 20% do valor do faturamento bruto da empresa em casos de infração. A multa nunca pode ser menor que a vantagem obtida pelo grupo. O projeto mantém as duas regras. O que diz o autor Na justificativa do projeto, o autor, senador Aécio Neves (PSDB-MG), argumenta que a legislação atual não protege as empresas que colaboram com as investigações. "Atualmente, não existe tal proteção ao agente que colabora com a investigação do CADE, havendo o risco de ser demandado por todo o dano imposto pelo cartel, em razão da solidariedade prevista", afirmou.
Câmara prorroga até 2023 incentivo fiscal para projetos nas áreas da Sudam e da Sudene

Áreas envolvem AL, BA, CE, ES, MA, MG, PB, PE, PI, RN, SE, AC, AP, AM, MA, MT, PA, RO, RR e TO. Texto já foi aprovado pelo Senado e segue para sanção; impacto pode chegar a R$ 10 bilhões. Deputados reunidos no plenário da Câmara durante a sessão desta terça-feira (11) Cleia Viana/Câmara dos Deputados A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (11) um projeto que prorroga até 2023 o incentivo fiscal concedido a projetos desenvolvidos nas áreas da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). Como o projeto já foi aprovado pelo Senado e não foi modificado pela Câmara, seguirá para sanção presidencial. A Sudam e a Sudene envolvem 20 estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Pelas regras em vigor, as empresas que constroem ou modernizam empreendimentos nessas áreas podem obter redução de até 75% do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ). O incentivo terminaria no fim deste mês. De acordo com a Consultoria de Orçamento da Câmara, a renúncia fiscal com a prorrogação da medida pode chegar a R$ 10 bilhões. Pela proposta, o benefício fiscal poderá ser estendido a empreendimentos nas áreas da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), que abrange Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal. 'Pauta-bomba' Durante a sessão, o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que o projeto não configura "pauta-bomba", termo utilizado para propostas que reduzem a arrecadação do governo ou geram despesas extras. Segundo Ribeiro, a renúncia fiscal já está prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), enviada pelo governo ao Congresso. "Isso não é uma pauta-bomba. Muito pelo contrário: isso que nós estamos votando é cumprir um compromisso que todos nós assumimos quando votamos a Lei de Diretrizes Orçamentárias", ressaltou. O vice-líder do PSL Delegado Waldir (GO), aliado do presidente eleito Jair Bolsonaro, criticou a proposta. "Os parlamentares que concordarem em votar essa bomba atômica para as contas públicas com certeza ficarão maculados", declarou.

Grupo colombiano Aval recebe pedido de informação dos EUA por negócio com Odebrecht
A investigação envolve projeto de US$ 1,5 bilhão; investigações realizadas na Colômbia apontam que a Odebrecht pagou cerca de US$ 30 milhões em troca de contratos. O Grupo Aval, maior conglomerado financeiro da Colômbia, afirmou nesta terça-feira (11) que recebeu um pedido de informações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos relacionado com uma investigação sobre um projeto rodoviário que uma filial desenvolveu com a Odebrecht. O Grupo Aval - controlado pelo magnata Luis Carlos Sarmiento Angulo - não divulgou que tipo de informação foi pedida pelo departamento norte-americano. Mas a companhia informou que a investigação envolve o projeto rodoviário Ruta del Sol II, da filial Corficolombiana , da Odebrecht e da Cass Constructores. O projeto envolve um contrato de 5 bilhões de pesos (US$ 1,574 bilhão). "O Grupo Aval informou ao departamento, através de seus advogados nos EUA, que cooperará com a investigação, assim como vem fazendo com outras entidades governamentais", disse o grupo em comunicado. A Odebrecht está no centro do maior escândalo de corrupção da América Latina desde que reconheceu em 2016 pagamento de propina a políticos e autoridades de uma dezena de países. Na Colômbia, a companhia pagou cerca de US$ 30 milhões em troca de contratos de infraestrutura, segundo investigações realizadas no país. Colômbia tenta proibir Odebrecht de fechar contratos públicos por 20 anos A investigação do departamento norte-americano se soma a outras que estão sendo realizadas por autoridades colombianas sobre a Odebrecht ter oferecido propina para obter o contrato, como sobre vários funcionários do Grupo Aval, incluindo Luis Carlos Sarmiento Gutiérrez, filho de Sarmiento Angulo.

Casa

2 Quarto(s)
JARDIM SILMARA
AMPARO-SP
Cód: CS - 306

Locação:$900.00

Casa

5 Quarto(s) | 1 Suíte(s)
JARDIM ITALIA
AMPARO-SP
Cód: CS - 0304

$600,000.00

Barracão

1 Sala(s)
JARDIM ADELIA
AMPARO-SP
Cód: BR - 0007

Locação:$2,180.00

Casa

2 Quarto(s) | 1 Suíte(s)
JARDIM BANDEIRANTES (ARCADAS)
AMPARO-SP
Cód: CS - 0302

Locação:$1,000.00

Barracão

1 Sala(s)
JARDIM ADELIA
AMPARO-SP
Cód: BR - 0009

Locação:$3,000.00

Casa

2 Quarto(s)
JARDIM SILVESTRE I
AMPARO-SP
Cód: CS - 0303

Locação:$900.00

Casa

3 Quarto(s) | 1 Suíte(s)
JARDIM DAS ORQUIDEAS
AMPARO-SP
Cód: CS - 0305

Casa

2 Quarto(s) | 1 Suíte(s)
JARDIM SILVESTRE II
AMPARO-SP
Cód: CS - 0301

Locação:$750.00

Chácara

3 Quarto(s) | 1 Suíte(s)
VELHOBOL
AMPARO-SP
Cód: CH - 0033

$700,000.00

Casa

3 Quarto(s) | 1 Suíte(s)
MAUA II
JAGUARIUNA-SP
Cód: CS - 0300

$600,000.00

Casa

3 Quarto(s)
JARDIM SAO FRANCISCO
AMPARO-SP
Cód: CS - 0267

$480,000.00

Terreno


PORTAL DA SERRA
SERRA NEGRA-SP
Cód: TR - 0024

$184,000.00
Desenvolvido por Sites para Imobiliaria

Martinelli - O Seu Portal de Imoveis

Rua: Comendador Guimarães, 206 - AMPARO / SP - CEP 13.900-470